sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Green Day – Warning

Antes de voltar ao topo das paradas de sucesso com “American Idiot”, 2004, o último disco de novas músicas do Green Day foi “Warning”, 2000. Formado por Billie Joe Armstrong, vocal e guitarra; Mike Dirnt, baixo; e Tré Cool, bateria; o trio da Califórnia, Estados Unidos, já estava enveredando por caminhos mais pop do que antes fizera, mesmo a canção “She”, de “Dookie”, 1994, sendo seu maior sucesso até então.

“Warning” mostra um Green Day mais maduro e chega até mesmo a ser politizado, característica intrínseca de “American Idiot”. A canção título, que abre o disco, já dá o tom:

“Caution: police lice: you better not cross / Is it the cops or am I the one that’s really dangerous? / Sanitation, Expiration date, Question Everything? / Or shut up and be the victim of authority”

Traduzindo para o português:

“Atenção: linha de polícia: melhor não atravessar / São os policiais ou eu que realmente sou perigoso? / Sanidade, Data de expiração, questione tudo? / Ou cale a boca e seja a vítima das autoridades”

Realmente é um Green Day bem mais politizado do que o início da carreira quando falavam de problemas adolescentes. Eles estão mais sérios também na faixa seguinte: “Blood, Sex and Booze”. “Church On Sunday” tem uma sonoridade mais na linha do som inicial destes californianos, assim como a letra: “If I promise to go to church on Sunday / will you go with me on Friday night?”; que em português fica: “Se eu prometer ir à igreja no domingo / você sairá comigo na sexta à noite?”.

O velho Green Day também aparece em “Fashion Victim”, “Castaway” e “Deadbeat Holiday”. Com uma sonoridade mais trabalhada que as outras canções, “Misery” já traz uma história, característica primordial do álbum seguinte, “American Idiot”. Esta é uma das melhores faixas do disco “Warning”. Em “Hold On”, o começo é quase “I Should Have Known Better”, dos Beatles. Mas é só a parte com gaita mesmo, apesar de a bateria marcar um ritmo muito ao estilo dos garotos de Liverpool.

Com letra bem característica de Green Day, “Jackass” traz à tona sons como o rock dos The Kinks. Se a música fosse toda de violão, seria igual a esse antigo rock. Nesse ponto do disco, em “Waiting”, os californianos voltam ao seu antigo estilo. As duas últimas faixas do álbum foram músicas de trabalho (singles), assim como a canção título “Warning”: “Minority” e “Macy’s Day Parade” escancaram um lado mais político, em um rockão e uma balada, respectivamente.

Quatro anos se passariam até as idéias amadurecerem e se transformarem em “American Idiot”. De qualquer forma, “Warning” não deixa de ser um bom disco de transição entre o Green Day inicial e o de hoje.


Músicas do álbum “Warning”:

1. Warning - 3:44
2. Blood, Sex, and Booze - 3:35
3. Church On Sunday - 3:19
4. Fashion Victim - 2:49
5. Castaway - 3:54
6. Misery - 5:07
7. Deadbeat Holiday - 3:36
8. Hold On - 2:58
9. Jackass - 2:45
10. Waiting - 3:14
11. Minority - 2:50
12. Macy's Day Parade - 3:34

Um comentário:

Maycom disse...

Ahhh, o bom e velho Green Day!!!! Uma das minhas bandas prediletas, muito bom teu texto Renato, show de bola, conseguiu trasmitir um bom momento nostalgia, valew véio, continua assim!!

Abraço.

Busca na web