sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Red Hot Chili Peppers - One Hot Minute


Nessa época de fim de ano com seus vários amigos secretos por aí, resolvi postar sobre o álbum "One Hot Minute" do Red Hot Chili Peppers, lançado em 1995. Mas o que esse disco tem a ver com as referidas festas? Ora, para mim, tudo! Pois, eu ganhei esse CD há alguns dias em uma brincadeira de amigo secreto. (hehehe...) Devo admitir que, num primeiro momento, desconfio de qualquer gravação dessa banda sem o guitarrista John Frusciante, mas aqui as minhas impressões foram boas.

"One Hot Minute" é um álbum lançado, dentro da discografia do Red Hot Chili Peppers, entre os dois mais bem sucedidos lançamentos da banda. Ele está entre "Blood Sugar Sex Milk", de 1991, com o mega hit "Under The Bridge"; e "Californication", de 1999, com diversos sucessos, como "Scar Tissue", "Otherside" e "Road Trippin", além da própria faixa que dá nome ao disco.

Em 1995, John Frusciante havia saído do Red Hot Chili Peppers durante a turnê anterior e Dave Navarro, ex-guitarrista do Jane's Addiction, ocupava seu lugar. Esse fato fez com que o som do grupo mudasse de forma considerável, de acordo com as influências e técnicas características de cada músico presente. Digo que as músicas ficaram diferentes, mas não piores - reclamação essa que faço em relação ao atual ocupante da guitarra da banda, que é nitidamente mais limitado que seus antecessores.

Eu estava com certa desconfiança ao colocar o CD no aparelho, mas, apesar de algumas estranhezas vocais, a primeira faixa "Harped" me causou boa impressão. Admito que quando vi a lista das músicas, eu conhecia apenas uma: "Aeroplane". Essa, até então para mim, era a única que ganhou mais destaque, especialmente nos tempos em que eu assistia à MTV.


Em "Deep Kick", aparece o baixista Flea (pelo que pude constatar) cantando uma parte, que poderia ficar muito bonita, todo desafinado, o que, em minha opinião, estragou a canção. Ao escutar "One Hot Minute" pude reconhecer mais uma música de sucesso. É "My Friends", que, ao seu estilo calmo e introspectivo, conecta-se bem tanto com o sucesso do disco anterior quanto com o que o Red Hot Chili Peppers ainda faria anos depois.

Após a música solo "Pea", de Flea, o álbum traz mais uma faixa do que o Red Hot Chili Peppers pode mostrar de melhor em "One Big Mob". Já "Walkabout" é quase bossa nova e samba, que é seguida pela também calma "Tearjerker". A funkeada "One Hot Minute", que nomeia o álbum, também se destaca.

"One Hot Minute" é um disco fruto de uma época bastante turbulenta do grupo californiano. Os integrantes passavam por problemas com drogas - a saída e a volta de John Frusciante mais tarde tem a ver com isso - e isso aparece nas próprias canções, que mencionavam várias vezes os efeitos e as deficiências provenientes disso.


Músicas do disco "One Hot Minute", do Red Hot Chili Peppers

1. Harped
2. Aeroplane
3. Deep Kick
4. My Friends
5. Coffee Shop
6. Pea
7. One Big Mob
8. Walkabout
9. Tearjerker
10. One Hot Minute
11. Falling Into Grace
12. Shallow Be Thy Game
13. Transcending

Nenhum comentário:

Destaques

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...