sexta-feira, 2 de novembro de 2012

O Rappa - 7 Vezes


A banda O Rappa voltará a se apresentar em Joinville no dia 14 de novembro, abrindo os shows nacionais da Festa das Flores desse ano. A 74ª edição do evento traz também Latino, Roupa Nova e Fernando & Sorocaba num palco externo no Complexo da Expoville. Os ingressos podem ser adquiridos na própria Expoville, nas farmácias Nissei e no site www.ingressorapido.com.br. Pois bem, é por esse motivo que decidi escrever sobre o último disco de inéditas do O Rappa: "7 Vezes", de 2008.

Além da motivação da Festa das Flores, O Rappa também combina com o Dia de Todos os Santos, data cristã, que foi ontem, 1º de novembro, e que acaba sendo respeitada junto com o Dia de Finados, hoje, 2 de novembro. Tanto nas letras quanto na própria sonoridade (um rock mais introspectivo e reflexivo), o grupo do vocalista Falcão mantém essa aura.

Desde a saída do baterista Marcelo Yuka, que também tinha grande influência nas letras, O Rappa passou a escrever músicas com mensagens mais enigmáticas, menos diretas e mais nebulosas. Atualmente quem comanda as baquetas é Marcelo Lobato, que até então era tecladista e hoje soma as duas funções nos discos de estúdio.

Sonoramente, O Rappa entrou numa fase em que uma canção acaba saindo muito parecida com as demais, o que reforça bem a sonoridade característica desse grupo, que tem também Lauro Farias no baixo. Aliás esse instrumento é o que guia as músicas, que serve de base, ao invés de ser a guitarra em várias bandas. O baixo cumpre essa função por exemplo na quase dançante "Farpa Cortante" ou ainda em "Em Busca do Porrão".


Essa sonoridade tão característica e quase exclusiva do O Rappa faz com que qualquer música que seja lançada a cada CD novo se torne quase que automaticamente um sucesso. Os hits de "7 Vezes" foram a faixa de abertura "Meu Santo Tá Cansado", "Monstro Invisível" e "Súplica Cearense", mas podia ser a canção que dá nome ao disco ou ainda "Meu Mundo É O Barro".

"7 Vezes" segue essa linha de música diretamente do álbum anterior de estúdio "O Silêncio Q Precede O Esporro", reforçada pelos discos ao vivo, seja o "Instinto Coletivo Ao Vivo", sobre o qual já escrevi aqui, o "Acústico MTV", ou ainda o último "Ao Vivo", mais recente de 2010. Mas isso já vem de longa data, como, por exemplo, de "Lado B Lado A", que comentei no seguinte post, no já longínquo ano de 2005.

A cada novo CD do O Rappa os fãs sabem que terão novas canções com a sonoridade já característica da banda. Por mais que isso não demonstre uma evolução clara, assim como acontece com o Charlie Brown Jr. (aliás as duas bandas são amigas), O Rappa, do guitarrista Xandão, não pode ser desconsiderado do atual cenário do rock nacional, até porque o sucesso de público é visível e garantia de continuidade.


Músicas do álbum "7 Vezes", do O Rappa

1. Meu Santo Tá Cansado
2. Verdade de Feirante
3. Hóstia
4. Meu Mundo É O Barro
5. Farpa Cortante
6. Em Busca do Porrão
7. 7 Vezes
8. Monstro Invisível
9. Maria
10. Súplica Cearense
11. Fininho da Vida
12. Documento
13. Respeito Pela Mais Bela
14. Vários Holofotes

Nenhum comentário:

Destaques

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...