quarta-feira, 13 de junho de 2012

Engenheiros do Hawaii - 10.001 Destinos



Nessa quinta-feira, dia 14 de junho de 2012, o eterno engenheiro do Hawaii (ou não) Humberto Gessinger volta mais uma vez a Joinville para falar de um livro seu. Ele estará às 19 horas na Livrarias Curitiba do Shopping Mueller para lançar a obra "Nas Entrelinhas do Horizonte", em que mistura memórias de ritos de passagem e reflexões sobre temas contemporâneos que costuma discutir em seu blog.

Como não tive acesso a essa obra ainda, resolvi comentar um CD de 2002 ao vivo chamado "10.001 Destinos". Trata-se de uma versão estendida de "10.000 Destinos", disco também ao vivo lançado no ano de 2000.

Esse álbum de 2000 compõe o primeiro CD. Já o segundo traz regravações de músicas de discos como "!Tchau Radar!", "Simples de Coração" e "Ouça o que Eu Digo: Não Ouça Ninguém", do projeto solo Humberto Gessinger Trio e até do próprio álbum anterior, "10.000 Destinos".

É engraçado como "10.001 Destinos" pode ser um nome tão apropriado para um disco ao vivo dos Engenheiros do Hawaii. Como todo álbum ao vivo que se preze, este é repleto de sucessos da carreira da banda gaúcha. É um verdadeiro deleite para os fãs mais empolgados. Trata-se de uma boa opção para quem não tem ainda as músicas consigo organizadas em um produto e deseja ter.

Mas porquê o nome é tão certeiro? Apesar de ter sido sempre capitaneada por Humberto Gessinger, os Engenheiros do Hawaii sempre tiveram uma rotatividade muito grande de músicos em sua formação. O próprio "10.001 Destinos" é uma prova disso, já que a parte ao vivo foi gravado com um grupo e a de estúdio já com novos membros.

O bom também desse disco ao vivo é que pode-se escutar os clássicos do Engenheiros do Hawaii em versões mais atualizadas em relação aos originais dos anos 1980 e 1990, mas também não tão atualizadas quanto as apresentadas por Gessinger nos acústicos gravados pela banda, o da MTV de 2004 e outros intitulado "Novos Horizontes" de 2007. Em que algumas canções acabaram sendo descaracterizadas.

Mas que clássicos são esses que tanto cito? Bom, vamos enumerar alguns (a lista completa de faixas está depois do texto): "Infinita Highway", "Ninguém = Ninguém", "Toda Forma de Poder", "Refrão de Bolero", "Somos Quem Podemos Ser", "Pra Ser Sincero", "Terra de Gigantes" e claro as duas mais famosas "Era um garoto que como eu amava os Beatles e os Rolling Stones" e "O Papa É Pop".

Para quem está agora se perguntando porque escolher esse e não o de 2000, já que esses hits citados estão nos dois, eu respondo que há algumas músicas no segundo CD que devem ser levadas em consideração. As que eu destaco são "Números", "Freud Flintstone", "Eu Que Não Amo Você" e a versão para o principal sucesso do RPM, "Rádio Pirata".

Atualmente, Humberto Gessinger tem se dedicado com mais afinco em seu projeto com Duca Leindecker, da Cidadão Quem, chamado Pouca Vogal, com o qual provavelmente voltará para Joinville esse ano. Aí sim publicarei aqui sobre o CD e DVD ao vivo desse projeto, que é bem interessante também. Pois aí Gessinger pode se desprender da obrigatoriedade de tocar todos os sucessos de sua carreira em cada show. Por isso mesmo, o retorno dos Engenheiros do Hawaii está para 2013, mas pode demorar um pouco mais ainda...


Faixas de "10.001 Destinos"

CD 1
1. A Montanha
2. Infinita Highway
3. A Promessa
4. Ninguém = Ninguém
5. Parabólica
6. Toda Forma de Poder
7. Refrão de Bolero
8. Somos Quem Podemos Ser
9. Pra Ser Sincero
10. Piano Bar
11. Ilex Paraguariensis/Alívio Imediato
12. Terra de Gigantes
13. Era um garoto Que Como Eu Amava os Beatles e os Rolling Stones
14. Ouça o Que Eu Digo, Não Ouça Ninguém
15. O Papa é Pop

CD 2
1. Números
2. Rádio Pirata
3. Novos Horizontes
4. Quando o Carnaval Chegar
5. Sem Você (¡É foda!)
6. Freud Flintstone
7. Eu que Não Amo Você
8. A Perigo
9. Nunca se Sabe
10. Novos Horizontes
11. Concreto e Asfalto


Músicos

CD 1 e Faixas 1 a 4 do CD 2
Humberto Gessinger: voz e baixo
Luciano Granja: guitarra e violão
Lucio Dorfman: teclados
Adal Fonseca: bateria

Faixas 5 a 11 do CD 2
 Humberto Gessinger: voz e guitarra
Paulinho Galvão: guitarra
Bernardo Fonseca: baixo
Gláucio Ayala: bateria


--

Avaliação - 3

Nenhum comentário:

Destaques

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...