terça-feira, 8 de novembro de 2011

CowParade começa nesta quarta-feira em Santa Catarina


Exposição reúne 53 vaquinhas, 34 patrocinadores e 14 parceiros e deverá arrecadar R$ 200 mil destinados a instituições filantrópicas

A CowParade, considerada maior mostra de arte ao livre do mundo, tem início esta semana em Santa Catarina. Na próxima quarta-feira, 9, vaquinhas transformadas em obras de arte invadem as ruas de Florianópolis e Joinville. No dia 15, as mimosas chegam a Balneário Camboriú e Rio Negrinho e, a partir do dia 25, estarão também em Blumenau. O rebanho ficará exposto até 27 de janeiro, aproveitando a temporada de verão 2011/2012 no estado. A mostra, que teve início em 1998 em Zurique, na Suíça, e foi eleita pelo Advertising Age como uma das melhores ideias de marketing do mundo, sempre ocorre em lugares públicos com acesso gratuito. Em Santa Catarina, será o maior evento cultural que o estado já viu.

Em todo o mundo, milhares de artistas, profissionais e amadores todo fizeram sua leitura e deram vida às vacas feitas de fibra de vidro da CowParade. Figuram na lista de profissionais renomados Romero Britto, Oliviero Toscani, Robert Stern, a banda Radiohead, David Lynch e muitos outros. Idealizada pela Labbo Negócios Digitais e com promoção do Diário Catarinense, a CowParade Santa Catarina também reúne artistas reconhecidos pelo público, como Juarez Machado e Luciano Martins, e promete revelar novos talentos do estado. Durante a organização, 658 pessoas de 40 cidades enviaram seus projetos. Desses, 140 foram selecionados e 53 escolhidos pelas empresas patrocinadoras para colorirem as vaquinhas e movimentarem o estado com a democratização da cultura. “A qualidade do trabalho dos artistas catarinenses está sensacional”, antecipa Giovane Pasa, organizador da CowParade Santa Catarina e presidente da Labbo.

Na capital catarinense, as vaquinhas freqüentarão o mercado público, Rua Felipe Schmidt, terminal de ônibus do centro, Beira-Mar Norte, Jurerê Internacional e Lagoa da Conceição. Os locais escolhidos são sempre de grande circulação de pessoas. Em uma época com muitos turistas no estado, a CowParade ganhará ainda mais visibilidade – a expectativa é que milhões de pessoas apreciem as mimosas.

A CowParade já foi promovida em mais sessenta cidades do mundo, como Nova York, Londres, Paris, Chicago, Milão, Dublin, Tóquio, Cidade do México e Estocolmo. No Brasil, a mostra foi realizada em Curitiba, Belo Horizonte, Porto Alegre, Goiânia e duas vezes em São Paulo e no Rio de Janeiro. O público em todo o mundo já soma mais de 150 milhões de pessoas e o montante arrecadado depois da mostra, com o leilão das vaquinhas, chegou a US$ 25 milhões.

Na CowParade Santa Catarina o único critério para escolha das cidades foi haver patrocinador interessado. Em Rio Negrinho, por exemplo, é a prefeitura quem exercerá esse papel. Em todo o estado, haverá 34 patrocinadores e 14 parceiros.

A vaca foi escolhida para ser o tema central da mostra por ser um animal universalmente querido e até sagrado em alguns lugares do mundo. O sentimento comum em relação às mimosas é de carinho e simpatia. Para ser trabalhado como objeto de arte, não existe animal com forma, flexibilidade e amplitude contíguas como os de uma vaca. Mesmo “em pé”, pastando ou descansando, as mimosas geram ângulos e curvas interessantes para criar obras únicas. A sua forma básica também facilita que ela seja transformada em outros animais, pessoas ou objetos.

Em Santa Catarina, algumas obras de arte serão inusitadas. A de Juarez Machado é uma mimosa metade homem, metade ciclista. Outra terá câmera nos olhos, a fim de transmitir imagens para a internet. Haverá, ainda, mimosas pára-quedistas. O público poderá interagir diretamente com uma vaca cofrinho, entitulada “Fazendo uma vaquinha”, depositando doações na obra, e com a que possui sensor de movimento. Catarinenses e turistas, além de observar o rebanho, poderão comprar vaquinhas de gesso em miniatura e kits de pintura na loja oficial da CowParade, que ficará na Galeria Beatriz Telles, no Beiramar Shopping, em Florianópolis.

Durante os últimos meses, o Beiramar Shopping serviu de ateliê para artistas da mostra. Com a abertura do evento, o local sediará o hospital das vaquinhas que “perderem o ânimo” ou forem vítimas de vândalos. As mimosas danificadas passarão no centro comercial para receber reparos antes de retornarem às ruas.

Mostra beneficente

Depois de circular pelo estado, as mimosas serão levadas a leilão. A verba de cada vaquinha será doada para a entidade que o patrocinador daquela obra escolher. Serão dezenas de instituições beneficiadas. A Labbo, idealizadora do evento, patrocinou uma mimosa pintada por crianças da APAE, e será a própria APAE que receberá o montante pago pela vaquinha.

Segundo Giovane Pasa, a expectativa é de que pelo menos R$ 200 mil sejam destinados à filantropia. “Até onde sabemos, isso representa a maior soma já revertida para entidades beneficentes em um evento cultural no estado de Santa Catarina”, declara o organizador. Na CowParade realizada em São Paulo no ano de 2005 foram expostas 90 vacas e a expectativa era de arrecadar R$ 500 mil, mas, segundo os organizadores, o montante chegou a R$ 1,2 milhão. Entre os que já arremataram vaquinhas da CowParade ao redor do globo estão Oprah Winfrey, Ringo Star, Elton John e Nelson Mandela.

A exposição catarinense tem promoção do Diário Catarinense e apoio do Governo do Estado por meio do Funcultural.


A idealizadora

Para comemorar os 10 anos que a empresa completa este ano, a Labbo Negócios Digitais, agência digital sediada em Florianópolis, planejou, para 2011, o patrocínio de eventos culturais visando vincular a marca à cultura, inovação e criatividade. Foi assim que a empresa chegou à CowParade. “Um evento como este coloca Santa Catarina no roteiro cultural mundial e divulga o estado fora do Brasil. Além disso, traz para a comunidade uma série de contrapartidas: contato direto com a arte ao ar livre, a democratização da cultura e recursos para filantropia”, diz Giovane Pasa, presidente da empresa.

Segundo Gionvane, o evento também coloca a empresa em um novo patamar, com a conquista de grande espaço na mídia e a aproximação de empresas reconhecidas em Santa Catarina e no Brasil. “Não há dúvida de que este evento marca o início de uma nova fase para a Labbo, que começará 2012 com novos serviços, nova identidade cultural e equipe reformulada. Nossa meta é sedimentar a empresa como a maior e mais criativa agência digital do estado”, afirma.

A Labbo já desenvolveu websites, lojas virtuais e sistemas web personalizados para grandes empresas do Brasil e de países como Estados Unidos, Portugal e Japão e vem ganhando destaque em estratégias digitais. A empresa oferece serviços como otimização de sites, web marketing, gestão de links patrocinados, marketing em redes sociais, etc.

Nenhum comentário:

Destaques

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...