sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Polysom lança 4 vinis

Em constante crescimento em vendas em todo o mundo, o mercado de vinis estará especialmente aquecido a partir de agora com a reinauguração da Polysom. Única fábrica de vinis da América Latina, a Polysom estava desativada desde outubro de 2007. Comprada pelos proprietários da Deckdisc em abril de 2009, passou por uma obra civil de grandes proporções e começou a operar nesse início do ano.

A Polysom vai atender todos os selos e gravadoras do Brasil e da América Latina. Os primeiros lançamentos (nas lojas em março) serão 4 títulos da própria Deckdisc: “Cinema” (Cachorro Grande), “Onde Brilhem os Olhos Seus” (Fernanda Takai), “Fome de Tudo” (Nação Zumbi) e “Chiaroscuro” (Pitty).


Pitty fará show de lançamento do LP dia 05 de março (sexta) no Circo Voador.


Cachorro Grande – “Cinema”


Uma das maiores bandas de rock brasileiro dessa geração, a Cachorro Grande gravou “Cinema” em clima vintage. Inspirada pelo rock das décadas de 60 e 70, seus músicos usaram equipamentos analógicos e fizeram “o trabalho mais aprumado em termos de som”, segundo o guitarrista Marcelo Gross. O som traz influências de psicodelia, instrumentos exóticos como cítara, bases densas, ambiências e outras maluquices.

“A diferença entre esse e os nossos outros é que deixamos nos levar mais pela sonoridade de Pink Floyd, Jethro Tull e Led Zeppelin”- completa ele. Como ardorosos fãs do formato vinil, os integrtantes da banda foram grandes motivadores para a reabertura da Polysom.



Fernanda Takai – “Onde Brilhem os Olhos Seus”


Foi de uma sugestão do jornalista Nelson Motta que nasceu o disco “Onde Brilhem os Olhos Seus”. Amigo muito próximo de Nara Leão, a carioca que encantou o Brasil e a bossa nova, Nelson achou que as músicas da cantora cairiam bem na voz suave e firme de Fernanda Takai. Com releituras modernas, mas sem destoar das origens, Takai surpreendeu.

O interessante desse disco é que, por sua geração e formação pop rock, Fernanda e John Ulhoa, que acompanhou a cantora nessa jornada, tinham pouca familiaridade com o universo rítmico do samba, choro e bossa nova de Nara, o que resultou em leituras inventivas e renovadoras em todas as canções.

A graça e o bom gosto, a elegância e a discrição - além de um look meio oriental em decorrência de sua ascendência japonesa – unem a delicadeza e a inteligência da música de Nara e Fernanda. A versão em CD de “Onde Brilhem os Olhos Seus” recebeu disco de ouro pelas mais de 50.000 cópias vendidas. Em 2009, a Deckdisc lançou o show do projeto “Luz Negra”, em CD e DVD. O lançamento de “Onde Brilhem os Olhos seus” em vinil atende o desejo expresso pelos representantes de grandes livrarias brasileiras.



Nação Zumbi – “Fome de Tudo”


“Fome de Tudo” já nasceu antológico. Mais do que uma volta às origens, é uma espécie de retrospecto altivo da banda mais inventiva em atividade no país. Ao longo dos anos, a Nação Zumbi foi descobrindo e aperfeiçoando a alquimia do world metal, do coco dub, da ciranda psicodélica, entre tantas outras.

Esse arsenal todo foi revigorado no álbum “Fome de Tudo”. Na época do lançamento, em 2007, Jorge du Peixe, vocalista, comentou que o aspecto “interpretação” mereceu um capricho maior do que o usual, o que resultou sem dúvida no álbum mais melodioso de toda a discografia da banda. Lançar “Fome de Tudo” no formato vinil era uma promessa da Deckdisc para os integrantes da banda e o produtor Mario Caldato Jr.



Pitty – “Chiaroscuro”


“Chiaroscuro” foi um dos lançamentos mais aguardados de 2009. Não só pelos 4 anos de intervalo desde seu antecessor “Anacrônico”, mas também pela expectativa gerada através do blog oficial da Pitty. Esse último trabalho nasceu da necessidade de expressão da cantora e foi, de fato, gerado durante vários meses nos quais muitos detalhes foram pensados e outros tantos foram fluindo naturalmente.

O álbum traz vários contrastes na sonoridade, com músicas pesadas e leves, viscerais e sutis. Ainda que o rock seja predominante, há diversas influências como soul, tango, bolero e até música erudita. “A ideia era mesmo caminhar por outros terrenos” – diz Pitty. O primeiro single, “Me Adora”, é sucesso absoluto em todo o Brasil.

Além de ter ficado entre as músicas mais tocadas do ano, ganhou versões em ritimo de forró, sertanejo e axé. “Chiaroscuro” foi o disco escolhido pela Polysom para realizar todos os testes de fabricação, tendo sido inclusive comparado com alguns discos feitos especialmente na fábrica americana Bill Smith Custom Records.

texto: assessoria de imprensa

Nenhum comentário:

Destaques

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...