quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Ciclo de Cinema apresenta filme premiado


O Ciclo de Cinema de Joinville foca os diferentes ângulos da África contemporânea por meio do olhar do povo. A programação com o tema “Novo olhar sobre o cinema africano” apresenta produções africanas do Cinefrance. Nesta sexta-feira, 13 de novembro, será exibido “Heremakono – esperando a felicidade”, ganhador do Prêmio da Cultura Francesa de 2003. No sábado, 14 de novembro, a sala de cinema recebe a comédia dramática “Madame Brouette”.

As sessões do Ciclo de Cinema, promovidas pela Fundação Cultural de Joinville (FCJ), são realizadas sempre às 19 horas na sala de cinema da Cidadela Cultural. A entrada é aberta a comunidade em geral e gratuita.

Sinopse dos filmes:

- "Heremakono - Esperando a felicidade" (Heremakono).
Mauritânia/França, 2002, cores, 95 min.
Direção de Abderrahmane Sissako.
Com Khatra Ould Abder Kader (Khatra), Maata Ould Mohamed Abeid (Maata), Mohamed Mahmoud Ould Mohamed (Abdallah), Nana Diakité (Nana), Fatimetou Mint Ahmeda (Soukeyna), Makanfing Dabo (Makan), Santha Leng (Tchu).
Classificação: livre.

Em Nouadhibou, aldeia de pescadores no litoral mauritano, Abdallah, um jovem malinês de 17 anos, visita a mãe antes de partir para a Europa. Neste lugar de exílios e de falsas esperanças, o jovem, que não entende a língua, tenta decodificar o universo à sua volta: Nana, uma jovem sensual; Makan, que sonha com a Europa; Maata, um antigo pescador e agora eletricista; e seu discípulo Khatra, que vai ajudá-lo a sair de seu isolamento ensinando-lhe o dialeto local.

Os destinos se encontram e se desencontram ao longo dos dias. Os olhares fixos no horizonte aguardam uma incerta felicidade. Grande Prêmio do Festival de Ougadougou, Melhor Filme no Festival de Cinema Independente de Buenos Aires, Prêmio da Crítica Internacional na Mostra "Um Certain Regard" do Festival de Cannes, Prêmio da Cultura Francesa de 2003, Prêmio Especial do Júri no Festival de Gijón.


- "Madame Brouette" (L' Extraordinaire destin de Madame Brouette).
Senegal/França/Canadá, 2002, cores. 104 min.
Comédia dramática de Moussa Sene Absa.
Com Rokhaya Niang, Aboubacar Sadikh Ba, Kadiatou Sy, Ndeye Seneba Seck, Ousseynou Diop, Akéla Sagna.
Classificação: livre.

Manhã cedinho, no bairro Niayes Thiokeert (Colina das Perdizes), ouvem-se tiros. Ante os vizinhos que acorrem, Naago cai, perfurado de balas. Aquela que todos chamam de Madame Brouette confessa que matou seu marido. Mas no bairro as mulheres se juntam para defender essa mulher jovem e divorciada, mãe de uma menina, vendedora ambulante de frutas e legumes. O filme segue o caminho inverso da história, para descobriu o que pode tê-la levado a tal gesto.

Sobre o tema

"Em termos de cinema, mais do que a distância física, separa-nos da África o monopólio das distribuidoras que operam para a grande indústria dos Estados Unidos e da Europa. Felizmente, a Cinemateca da Embaixada da França no Brasil, através do seu Cinefrance, aparece como uma ponte que nos dá acesso à cinematografia africa mais recente.

De seu acervo foram selecionados para o Ciclo de Novembro, sete títulos da coleção "Novo olhar do cinema africano" e cinco da coleção "Os sementais de Yennenga". Oito desses filmes comporão o Ciclo de Novembro, que dialoga com a programação ligada à Semana da Consciência Negra.

Os outros serão destinados a programas pontuais vinculados às tradições afro-brasileiras na cidade. De modo geral, os filmes oferecem um olhar sobre o cinema africano, que sempre tem algo a dizer, seja encarando as dificuldades sociais ou o desmantelamento das engrenagens dolorosas da história, seja construindo mundos imaginários ou histórias de amor", texto da Fundação Cultural de Joinville.

Serviço

O quê: Ciclo de Cinema
Quando: sexta (13/11) e sábado (14/11) às 19 horas
Onde: Sala de Cinema da Cidadela Cultural
Rua XV de Novembro, 1383 – América
Quanto: Gratuito
Informações: (47) 3433-2190

Nenhum comentário:

Destaques

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...