segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Gats anuncia edital Ponto de Cultura


foto: Renato César Ribeiro

O Grupo Artístico Teatral Scaravelho (Gats), de Jaraguá do Sul, anunciou o recebimento da primeira parcela para o grupo se tornar o Ponto de Cultura Teatro Vivo, do projeto Pontos de Cultura, do Ministério da Cultura (MinC). O orçamento total é de R$ 180 mil para toda a programação com duração de dois anos. A intenção é criar cinco grupos de teatro com o desenvolvimento de cinco peças.

O Gats existe há 21 anos e conta com cinco pessoas trabalhando diretamente e mais sete indiretamente. Cerca de 45 alunos fazem aulas de teatro com o grupo, que se inscreveu no projeto do Ministério da Cultura em 2005. As avaliações para aprovação duraram até 2008. Agora em 2009, a documentação ficou completa e a primeira parcela foi liberada.

O grupo tem outras atividades como um teatro sobre HPV em parceria com a Rede Feminina de Combate Ao Câncer, cursos, apresentações da peça "Patinho Feio" no Festival de Bonecos do Sesi, participação na inauguração do novo teatro do Sesc em Joinville e a primeira apresentação dos alunos da escola em setembro no clube Beira Rio, em Jaraguá do Sul.

"O que queremos é que o teatro se desenvolva na cidade", afirma o diretor Leone Silva. Além do Gats, Jaraguá do Sul tem mais cinco grupos, em comparação, Joinville tem de 10 a 15. De acordo com os atores, todos essas iniciativas jaraguaenses têm alguma ligação com o Gats. Já foram alunos ou parceiros.

O Projeto Pontos de Cultura do Ministério da Cultura tem a intenção de resolver o problema da cultura no Brasil. Já que em muitos lugares, as pessoas não têm acesso à ela e em outros elas não se interessam. "A ação do Ministério Público visa potencializar os pontos de cultura", analisa o diretor. Hoje, são 650 pontos de cultura existentes, o MinC quer chegar a 10 mil.

A primeira parcela dos R$ 180 mil serve para o Gats adquirir novos equipamentos, como computadores, filmadoras e câmaras fotográficas. "Temos de registrar tudo o que fazemos. Essa é uma das exigências", informou a atriz Sandra Baron. Desse montante de R$ 180 mil, há uma contrapartida de 20% a ser conseguido em Jaraguá do Sul, com empresas e entidades.

Passada a primeira fase da estrutura física, a sequência implica em articulação e contato com as empresas e entidades locais atrás de parcerias. Em seguida, serão realizadas oficinas de teatro, maquiagem, iluminação e demais técnicas para montar os grupos.

"Se o povo não assiste teatro, ele não tem avaliação crítica", opina a atriz. O diretor avalia que "todo ser humano precisa de arte para 'fugir' da realidade dessa sociedade em que vivemos".

Além de Sandra Baron e Leone Silva, o Gats tem como principais participantes Mara Kochella, produtora; Rubens Franco, ator; Thiago Daniel, músico; e Paulo Henrique da Silva, ator. O contato para mais informações é o site www.grupogats.com.br e os telefones (47) 3275-2309 e (47) 9969-4413.

Nenhum comentário:

Destaques

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...