sábado, 28 de fevereiro de 2009

The Clash – Combat Rock


O The Clash é uma banda britânica considerada punk por causa do momento em que apareceram, em 1976. Mas sua sonoridade ultrapassa, e muito, os limites dos três acordes venerados pelos Ramones ou Sex Pistols. É o que se percebe no álbum, considerado clássico, “Combat Rock”, de 1982.

Naquele ano, o grupo já estava consolidado entre público e crítica e era formado por Joe Strummer, vocal e guitarra; Mick Jones, vocal e guitarra; Paul Simonon, baixo e vocal; e Topper Headon, bateria e piano. Mesmo já garantido, o The Clash conquistou suas músicas mais conhecidas neste sexto álbum. “Combat Rock” contém os sucessos “Should I Stay Or Should I Go?” e “Rock The Casbah”.

Suas batidas praticamente tribais já são apresentadas em “Know Your Rights”. Para se entender a importância do The Clash é interessante notar quais artistas regravaram suas músicas. Os norte-americanos do Pearl Jam tocaram “Know Your Rights” em um de seus vários CDs ao vivo durante a turnê de 2003, mais especificamente em Mansfield, no estado de Massachusetts.

A sonoridade tribal da bateria também guia “Car Jamming”, que contém um clima meio reggae. O maior sucesso do The Clash, “Should I Stay Or Should I Go?”, ganhou uma versão, em inglês mesmo, dos paulistanos do Ira!; e serviu de inspiração até para os Mamonas Assassinas em “Chopis Centis”, de seu CD homônimo de 1995.

Com um clima bem alto astral, e até praiano, “Rock The Casbah” é outra grande canção de “Combat Rock”. Aqui o The Clash chega a ser dançante, isso sem deixar pequenas experimentações sonoras por toda a trilha. A sonoridade sem igual destes ingleses se evidencia em “Red Angel Dragnet”. É difícil precisar outra banda parecida, graças à mistura de diversas influências.

Mais uma grande canção do disco é “Straight To Hell”, em que mais uma vez as batidas africanas se destacam. Só que aqui eles estão mais calmos e a faixa é quase uma balada, de tão lenta e contemplativa. A influência funk marca bem “Overpowered By Funk”, como o próprio título indica. Um som mais ensolarado faz “Atom Tan”, com um vocal principal e dois backing cantando intercalado com a voz primária.

Um pouco mais experimental, o The Clash toca “Sean Flynn” com sons de metais. Ainda lenta, a banda parece divagar em “Ghetto Defendant”. Com uma melodia instrumental que lembra o antigo sucesso “Lost In The Supermarket”, do clássico álbum “London Calling”, 1979, a faixa “Inoculated City” só tem um vocal totalmente diverso. A calmaria é o que marca esta última parte do disco “Combat Rock”. Isso se repete em “Death Is A Star”, em que chegam a brincar em uma música quase infantil.

Nota 7

Músicas de “Combat Rock”

1. Know Your Rights
2. Car Jamming
3. Should I Stay Or Should I Go?
4. Rock The Casbah
5. Red Angel Dragnet
6. Straight To Hell
7. Overpowered By Funk
8. Atom Tan
9. Sean Flynn
10. Ghetto Defendant
11. Inoculated City
12. Death Is A Star

Nenhum comentário:

Destaques

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...