domingo, 15 de novembro de 2015

Três horas de Pearl Jam em São Paulo – Morumbi – 2015


Visivelmente emocionados, integrantes da banda norte-americana se empolgam e passa um pouco da duração normal de um show desse tamanho

Neste sábado 14 de novembro de 2015, a banda norte-americana Pearl Jam fez bem mais que um simples show de rock no estádio do Morumbi, São Paulo (SP). Eddie Vedder estava visivelmente emocionado e também preocupado depois dos ataques terroristas de sexta-feira em Paris.

Como de praxe, Eddie tentou fazer declarações em português escritas em uma folha de papel. Pediu depois de algumas frases para falar em inglês mesmo, declarando que quando ele tenta falar português parece que está saindo m... da boca dele (hehehe...). Mas o importante mesmo foram as frases ditas.

A principal preocupação do vocalista da banda era garantir que todos os presentes estiverem em segurança, tanto que, por diversas vezes, ele perguntava a respeito disso. Além disso, a mensagem que ele tentava passar para o público era sobre paz, ao ponto de fazer um cover de “Imagine”, de John Lennon, que faria aniversário em dezembro.

As mensagens de Eddie Vedder sobre paz fugiam do trivial, uma especialmente que me chamou a atenção foi algo do gênero: “Quando somos crianças, temos sonhos. Espero que um dia, não haja crianças com o sonho de matar outras pessoas”.


A versão para “Imagine”, aliás, foi um dos pontos altos do show, foi um grande momento em que os fãs acenderam as luzes de seus celulares, formando um lindíssimo visual no estádio. Entre as melhores partes do espetáculo, podemos destacar também as músicas “Alive”, “Black”, “Jeremy”, entre outros grandes sucessos do Pearl Jam.

O grupo, formado por Stone Gossard, Jeff Ament, Mike McCready, Boom Gaspar e Matt Cameron, além do próprio Eddie Vedder, se empolgou tanto com os momentos que estavam vivendo que acabaram prolongando o show, chegando a três horas de duração.

O evento começou às 20h45 (estava marcado para às 20h30) e já passava das 23h30 quando os refletores do estádio foram acesos! Mesmo na claridade, o Pearl Jam apresentou mais três músicas até efetivamente encerrarem.

Olha aí eu com o cabelo molhado da chuva já no finalzinho do show

Uma repentina mudança no final

Normalmente, a última canção a ser executada é “Yellow Ledbetter”, como aconteceu nos outros dois shows que eu já vi deles (um deles comentado no post O Caminhante Noturno: Pearl Jam - Curitiba, Brazil 11.09.2011). E assim estava sendo, finalizaram, agradeceram o público e se dirigiam para fora do palco, quando Eddie resolve do nada atender aos insistentes chamados do público e, surpreendentemente, retornaram para uma última: “All Along The Watchtower”, de Bob Dylan.

Além desse cover e de “Imagine”, em meio às várias composições próprias, inclusive as novas “Sirens” (em que um homem pediu sua namorada em casamento bem próximo da onde eu estava) e “Mind Your Manners”, bem como outras um tanto mais antigas como “Do The Evolution”, “Footsteps”, “State of Love and Trust” e muito mais, o Pearl Jam tocou também “Rockin’ in the Free World”, de Neil Young.

Isso sem contar com o início lento com a não exatamente famosa "Long Road", mas ao mesmo tempo hipnotizante. Eu gosto muito dessa música, inclusive a toco no violão!


O velho problema da hora de ir embora

O ponto negativo da noite, além de uma pausa de 10 minutos que não ficou bem claro para os presentes (mas tinha relação com o perigo da estrutura não aguentar os ventos e a chuva que caia), foi a saída do show. Muitas pessoas (muitas mesmo!) precisavam de táxis para irem embora e não conseguiam. A dificuldade nisso foi tremenda, inclusive eu só consegui um cerca de 1h30min depois de findo o show.

Encerrando esse longo texto, deixo aqui o sentimento de que foi um excelente show, eu fiquei surpreso com a minha própria empolgação, mesmo sendo a terceira vez que os vejo ao vivo. Foi realmente uma noite inesquecível.

Confira o set list do show:



Há ainda outras informações sobre o show que não coloquei aqui. Para quem quiser ainda mais, indico as reportagens do G1 e do Uol:

- http://g1.globo.com/sao-paulo/musica/noticia/2015/11/nosso-amor-vai-para-todos-em-paris-diz-eddie-vedder-em-sp.html

- http://musica.uol.com.br/noticias/redacao/2015/11/15/pearl-jam-lembra-paris-em-show-de-mais-de-3-horas-em-sp.htm

quinta-feira, 23 de abril de 2015

KISS e seu Rock And Roll All Nite em Florianópolis


Na última segunda-feira, 21 de abril, estive no show do KISS em Florianópolis no Devassa On Stage. Trata-se de um grande espetáculo de rock, em que os veteranos são extraordinários. Quem os vê no palco não diz que eles já passaram dos 60 anos de vida e que a banda já existe há décadas. É incrível a energia que eles têm no palco!

Interessante que o vocalista Paul Stanley aprendeu a falar o nome da cidade bem certinho: Florianópolis! Ao contrário do que aconteceu com vários outros que passaram pela capital catarinense gritando "Floripa!!!".

O show é repleto de clássicos, como não podia deixar de ser, e é muito empolgante para os fãs do quarteto. O KISS já abre "com tudo" com Detroit Rock City, disso seguiram-se vários sucessos de várias décadas e fases diferentes do grupo.

Das várias canções famosas apresentadas, podemos destacar "I Was Made For Lovin' You", "Love Gun", "Shout It Out Loud", "Lick It Up", "Do You Love Me", "Black Diamond", "War Machine""Psycho Circus" (para minha surpresa, até!) e, é claro, não poderia deixar de ter o ultra mega hit "Rock And Roll All Nite", que deixou a todos enlouquecidos no local. Impressionante o efeito!


O KISS fez um verdadeiro espetáculo com vários números, se assim podemos dizer, teve aquele jogo com a plateia dividida e cada lado gritando mais alto que o outro, teve solo de guitarra de Tommy Thaier, teve o tradicional momento em que o baixista Gene Simmons expele "sangue" e até quando a bateria de Eric Singer vai muito alto!

Ao final, "Rock And Roll All Nite" proporcionou aquela catarse coletiva, com chuva de papel picado e muita fumaça, além é claro, dos canhões de fogo, já tradicionais dos shows do KISS. O que indica que o show acabou é o play na música "God Gave Rock And Roll To You" em playback, com os artistas já fora do palco, e todos na plateia extasiados com o que tinham acabado de ver: um grande show de rock and roll.

segunda-feira, 30 de março de 2015

Foi-se o Lollapalooza Brasil 2015...


Pois bem, para quem não foi e acabou vendo só pela televisão, o Lollapalooza até que passou rápido, infelizmente. É difícil você comparar, por exemplo, com o Rock In Rio, que perdura por semanas, shows atrás de mais shows. Com certeza, para quem teve a oportunidade de ir, a sensação deve ter sido muito melhor que essa. Grandes nomes da música pop e do rock mundial passaram pelos palcos montados no autódromo de Interlagos, em São Paulo, no sábado e no domingo passados.

Além da Banda do Mar, cujo vocalista Marcelo Camelo (aquele mesmo!) serviu de imagem ilustrativa para meu post anterior sobre o assunto, o sábado ainda teve, mais no entardecer o show de Robert Plant, vocalista de uma das maiores bandas de rock de todos os tempos, o Led Zeppelin.

Ao contrário das outras apresentações do cantor inglês que passaram pelo Brasil, desta vez, Plant incluiu mais músicas de sua antiga banda, só que em versões diferenciadas. Antes, ele evitava colocar canções do Led, dando preferência para as suas composições da carreira solo, não tão conhecidas quanto as que criou quando estava em grupo.

Assim, a apresentação fica um tanto mais palpável para não iniciados na carreira pós-Led Zeppelin de Plant. Basicamente, o atual show é constituído de músicas intercaladas, uma de sua antiga banda, outra de suas composições solitárias. É dessa maneira, que o vocalista apresentou grandes clássicos como Black Dog e Whole Lotta Love.

O domingo do Lollapalooza Brasil 2015 também foi recheado de grandes nomes da música nacional e internacional. Passaram pelos palcos Pitty, The Kooks, Interpol, Foster The People, Calvin Harris, entre outros. Isso com especial atenção para os headliners que fecharam os dois palcos do evento: Pharrel Williams e Smashing Pumpkins.

No final dos dois shows, que foram simultâneos, a organização lançou fogos de artificio. Isso às 22h, ou seja, cedo para os padrões brasileiros. Mas, o Lollapalooza começa cedo também em cada dia, 14h. Agora, resta aos fãs esperarem as próximas edições do evento, que, pelo jeito, ficará de vez na agenda dos grandes acontecimentos da música no Brasil.

domingo, 29 de março de 2015

Duca Leindecker toca em Joinville em abril


O cantor Duca Leindecker voltará a tocar em Joinville no próximo dia 10 de abril. O vocalista das bandas Cidadão Quem e Pouca Vogal fará seu show na Yelo Stage, atual denominação do local antes conhecido como Big Bowlling por vários anos. Como pode se ver no cartaz, alocado em algumas partes de Joinville, os ingressos estão à venda fisicamente nas lojas Multisom ou pela internet no site Blue Ticket.

Duca Leindecker se tornou famoso com a banda Cidadão Quem. Com ela, somou sucessos como Dia Especial, Pinhal, O Amanhã Colorido, Os Segundos e Ao Fim de Tudo, entre outras. O grupo já se apresentou em diversas cidades e festivais, como, por exemplo, o Planeta Atlântida. Atualmente, ao que parece, a Cidadão Quem anda meio parada.

O vocalista deu sequência a sua carreira artística ao fazer a banda duo Pouca Vogal, ao lado de Humberto Gessinger, front man dos Engenheiros do Hawaii. Nessa formação, veio mais sucesso e uma longa turnê que chegou a passar por Joinville em duas ocasiões. Para alegria dos fãs, Duca estará na cidade mais uma vez embalando as pessoas com seu som calmo e tranquilo.

KISS fará apresentações no Brasil


Uma das maiores bandas de rock de todos os tempos, o Kiss, passará pelo Brasil no próximo mês. A turnê de divulgação do mais recente álbum, intitulado Monster, tem show marcados para Florianópolis no dia 20 de abril, Curitiba no dia 21, Belo Horizonte no dia 23, Brasília no dia 24 e São Paulo no dia 26. Como se vê, até que a passagem tem boa duração, perto de outros grupos internacionais que ficam apenas dois ou três dias no País.

O Kiss irá tocar em Florianópolis em uma nova casa de shows, que tem recebidos grandes eventos, o Devassa On Stage. Em Curitiba, se apresentarão em um antigo e clássico local para concertos, mas, que ficou um tempo sem sedia-los, a Pedreira Paulo Leminski, onde o Pearl Jam e os Ramones já estiveram fazendo um rock and roll antes.

Em Belo Horizonte, o Estádio Independência, do clube de futebol América MG será a sede do evento. Em Brasília, o show serve de exemplo de utilização de um dos estádios da Copa do Mundo, o chamado Estádio Nacional. Finalmente, em São Paulo, o Kiss será uma das atrações do clássico Monsters of Rock.

Antes da perna brasileira, a turnê tem shows marcados em outros países da América do Sul. No dia 10 de abril, o Kiss estará em Bogotá, na Colômbia, no estádio El Campin; no dia 12, a capital do Equador, Quito, recebe os rockeiros, que estarão em Santiago, no Chile no dia 14. Buenos Aires, Argentina, é a sede do evento no dia 16; e Montevidéo, Uruguai, é a última cidade a recebê-los, no dia 18, antes de chegarem ao Brasil.

Ainda há ingressos à venda. Se você tem interesse, corra!

sábado, 28 de março de 2015

Começa o Lollapalooza Brasil 2015!


Um dos maiores eventos de música do Brasil começou há poucos minutos, às 14h, horário de Brasília, nesse sábado, dia 28 de março de 2015: o Lollapalooza Brasil. O festival que acontece já há muitos anos nos Estados Unidos e que há poucos anos chegou ao País está sendo transmitido pela TV a cabo nos canais Multishow e BIS, cada um passando um palco diferente. Quem não tem TV a cabo não fica de fora, pode conferir no site da globo.com ao vivo também.

Como se pode perceber na foto, agora (momento em que escrevo esse post) está no palco o Marcelo Camelo, mas ele não está em carreira solo e muito menos com os Los Hermanos. O atual projeto do cantor chama-se Banda do Mar, que ele capitaneia (com o perdão do trocadilho) juntamente com sua esposa Malu Magalhães.

Para quem não conhece, a sonoridade da Banda do Mar se assemelha muito ao Los Hermanos, porém as músicas são novas, o que agrada e muito os fãs da lendária banda que alçou Camelo ao estrelato nos fins dos anos 1990. Faz bem escutar aquela sonoridade em composições inéditas até então.

O Lollapalooza Brasil começou hoje, sábado, vai até à noite e continua amanhã, domingo, ocupando o mesmo tempo. A programação do evento é bastante extensa e conta com nomes de peso. Neste primeiro dia, teremos ainda nomes como Kasabian, Robert Plant, Marcelo D2 e Jack White, entre outros.

No domingo, a programação é igualmente comprida e inclui artistas como Interpol, Three Days Grace, The Kooks, Foster The People, Pitty, Calvin Harris, Steve Aoki e dois que devem ser os headliners do Lollapalooza Brasil: o pop Pharell Williams, do megahit Happy, e a lendária banda de rock Smashing Pumpkins. Ou seja, é um final de semana para não sair da frente da TV, para quem não teve a oportunidade de estar presente.

quarta-feira, 28 de maio de 2014

Com direção do premiado Ernesto Piccolo, espetáculo “A Bailarina e o Mágico” tem estreia nacional em Joinville

Depois do sucesso em Santa Catarina com “Feliz por Nada”, os atores Luisa Thiré e Felipe Cunha, escolheram o Estado para estrear a nova parceria entre a dupla - o espetáculo infantil “A Bailarina e o Mágico”. A peça estará em cartaz nos dias 31/5 e 1/6 (sábado e domingo), no Teatro Juarez Machado, em Joinville. Já a capital, os recebe no dia 21 e 22 de junho, no Teatro Pedro Ivo.

O texto faz parte da série de quatro obras infantis produzidas pelo autor Arnaldo Miranda, todas pensadas para a encenação de dois artistas. Os outros três da série - “Enquanto o mundo pega fogo”, “Os sonhos de Tom e Theo” e o premiadíssimo “Hep Reg” são encenados nos teatros brasileiros desde a década de 80.

A direção é do brilhante Ernesto Piccolo, que iniciou suas atividades no Teatro Tablado e é uma das figuras mais importantes do teatro infantil da atualidade. É um dos mais ativos diretores do teatro carioca, indicado duas vezes ao Prêmio Shell, e vencedor do Prêmio Coca Cola, com o musical para crianças “A Guerrinha de Troia”.

Sinopse
Shshshshshshhs.....silêncio....atenção para a mágica! Abracadabra, rabo de baleia, olho de cabra bunda de sereia........bum! E mais uma vez, o nosso querido mágico não acertou a mágica do desaparecimento....                    
Já está quase na hora do espetáculo do circo começar, mas com tanta trapalhada, tanta bagunça e tanta brincadeira, a bailarina e o mágico vão parar dentro de um teatro!  

Ali, para entreter e divertir a criançada que os recebeu com tanta alegria, eles entram no mundo da imaginação e trazem lindas e belas histórias. Bailarina vira Chapeuzinho Vermelho, vira bruxa, vira princesa, “muié” da roça, palhacinha. Mágico vira Pinóquio, Lobo Mau, vira  príncipe, vira moço da roça, palhacinho.

E assim, brincando de transformar e destransformar, eles contam e cantam  lindas e  emocionantes histórias.            
E na hora de desvirar história e voltar para o circo, sabem  como eles fazem?

-Você acredita em mágica ?
-Eu acredito em mágica. acredito, acredito.
E com a grande corrente do pensamento, feita com a ajuda de todos da plateia, eles conseguem voltar para o circo, que é o lugar de palhaços, mágicos, bailarinas e muita, muita alegria!

Em Joinville, “A Bailarina e o Mágico” é uma realização da Essaé Produção e Casting em parceria com a Esfera Produções Artísticas de Florianópolis.


Serviço:
O quê: Espetáculo Infantil “A Bailarina e o Mágico”
Onde: Teatro Juarez Machado – Avenida José Vieira, 315 – Centreventos Cau Hansen – América - Joinville
Quando: 31/5 e 1/6 (Sábado e domingo)
Horário: 16h

Quanto
R$ 40 (inteira)
R$ 35 (Clube A Notícia)
R$ 30(Doando um agasalho)R$ 20 (estudantes, idosos, professores, portadores de necessidades especiais, doadores de sangue)
Pontos de Venda: Ticket Center (ticketcenter.com.br) ou na loja Jurerê Beach Fitness (Rua Lages, 480 – Sala 7)

terça-feira, 5 de novembro de 2013

Tianastácia lança clipe de novo álbum e estreia parceria com Deck


Para comemorar a marca de um milhão de espectadores do filme “Mato sem cachorro”, a banda Tianastácia lança o clipe da música “Love Love”. A canção faz parte da trilha sonora do longa-metragem, que é protagonizado por Leandra Leal e Bruno Gagliasso. A faixa também dá nome ao disco homônimo do Tianastácia, “Love Love”, recém-lançado pela banda. O álbum marca a estreia da parceria do Tiananastácia com a Deck, que lançará o novo trabalho no formato digital em dezembro.

Gravado no estúdio Nas Nuvens, no Rio de Janeiro, tem direção musical e arranjos de Liminha, que ainda participa de algumas faixas na guitarra. Além de  outras participações marcantes, como o DJ Negralha; o grupo de percussão Meninas do Rio, formado por jovens de comunidades do Rio de Janeiro; o rapper-repentista Rapadura Xique-Chico; e o percussionista e mestre do pandeiro, Marcos Suzano.
 
Link do clipe: http://www.youtube.com/watch?v=SOxfYILIpnI

Destaques

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...